seguros automotivos

Quando o assunto é proteger nossos bens, escolher a melhor opção de seguros é essencial para garantir que estamos escolhendo a proteção certa e investindo bem nosso dinheiro. Porém, com tantos tipos de seguros automotivos (alguns até com rastreador), fica difícil saber quais são as diferenças entre eles.

Por isso, nós aqui da Revenda Mais vamos falar um pouquinho mais no post de hoje sobre tipos de seguro e suas coberturas. Dessa forma, você não correrá riscos na hora de escolher a melhor opção, seja para seu carro usado ou novo. Confira!

Os principais tipos de seguros automotivos

Abaixo, selecionamos os 4 principais tipos de seguros automotivos disponíveis no mercado. Deixamos de fora da lista os seguros contra acidentes de passageiros e também o DPVAT, já que são coberturas que podem ser adicionadas em qualquer um dos tipos (no caso do primeiro) ou obrigatórios (caso do DPVAT).

Então, preparado para conhecê-los? Vamos começar:

1. Seguro compreensivo

O seguro compreensivo, como o próprio nome pode dar uma pista, é a modalidade que tem cobertura completa: o carro fica protegido contra:

  • roubo;
  • furto;
  • incêndio;
  • acidentes e inúmeros outros incidentes.

Além disso, esse seguro já costuma incluir a proteção contra terceiros e ainda conta com as opções de indenização parcial ou total. Ele é ideal para carros financiados, pois evita que incidentes possam prejudicar o pagamento do financiamento.

2. Seguro contra roubo e furto

Como o próprio nome já diz, esse tipo de seguro conta com a proteção somente para roubos e furtos. Algumas seguradoras, como dissemos no início do post, incluem ainda a opção de rastreamento de veículo no seguro.

Nessa modalidade, o proprietário é indenizado caso o carro furtado/roubado não seja encontrado ou, sendo localizado, apresente mais de 75% de danos e não possa ser reparado. Essa cobertura é especialmente recomendada para carros com muita procura no mercado.

3. Seguro popular

O seguro popular é a modalidade mais básica de proteção para veículos. Ela não inclui, por exemplo, a proteção contra roubo e furto. O que faz dela popular é a cobertura parcial em caso de colisão, além da possibilidade de fazer o reparo com peças de reuso.

Atualmente, apenas algumas seguradoras oferecem esse tipo de cobertura por ser uma modalidade com pouco tempo de existência. No entanto, ela já começa a se popularizar no mercado.

4. Seguro contra terceiros

O seguro contra terceiros é o mais distinto dos quatro, já que o foco da cobertura não é o veículo do segurado, mas sim os veículos de terceiros envolvidos em incidentes com o carro coberto pelo seguro.

Essa cobertura indeniza todos os terceiros envolvidos em incidentes com você, sejam eles pessoas, veículos ou até outros patrimônios afetados pelo acidente. Porém, o carro do segurado não é coberto nessa modalidade.

O seguro sempre vale a pena

Além de proteger seu bem, um carro segurado é mais fácil de vender, já que mostra o cuidado do antigo dono e também facilita a vida de quem compra por saber que o veículo já se enquadra no perfil de proteção das seguradoras.

Um seguro com rastreador de veículos é sempre a melhor opção: além da proteção, você tem muito mais tranquilidade, fazendo com o que investimento valha cada centavo.

E aí, conseguimos tirar suas dúvidas sobre os diferentes tipos de seguros automotivos? Então, curta nossa página no Facebook e receba muito mais dicas como essas!

  • Gabriel Vicente

    O seguro popular na minha visão não compensa! Colisões geralmente são danos menores, mesmo com a grana curta sempre damos um jeito, agora um furto ou roubo… Dificilmente nos recuperamos da ré!