Como abrir uma sociedade empresarial para loja de veículos?

Compartilhe!

Abrir uma sociedade empresarial para loja de veículos é uma realidade comum no segmento automotivo. Muitos empreendedores preferem realizar o sonho do negócio próprio com ajuda de um parceiro, seja amigo de longa data, familiar ou cônjuge. 

sociedade empresarial para loja de veículos

Mas, independentemente das relações pessoais preexistentes, é fundamental que a sociedade seja regularizada de forma que as atribuições e responsabilidades de cada profissional sejam definidas antes mesmo da revenda ser lançada no mercado.

A seguir, explicamos mais as principais etapas deste processo.

O que é uma sociedade empresarial e qual escolher?

De forma geral, uma sociedade empresarial é formada por duas ou mais pessoas com o intuito de explorar uma atividade econômica para produção ou circulação de bens e de serviços. Esta atividade econômica tem uma característica principal, que é visar o lucro. 

A legislação brasileira regulamenta diferentes tipos de sociedades empresariais, como:

  • sociedade de responsabilidade limitada
  • sociedade simples
  • sociedade em nome coletivo
  • sociedade em comandita simples
  • sociedade comandita por ações
  • sociedade anônima
  • sociedade cooperativa

O modelo “sociedade de responsabilidade limitada” – famoso LTDA – é o mais utilizado por quem deseja abrir uma sociedade empresarial para loja de veículos. É preciso contar com, no mínimo, dois sócios que investem recursos financeiros próprios para formar o capital social da empresa. 

Estes profissionais não precisam, necessariamente, cumprir a mesma função. Um indivíduo pode ser gerente da equipe de Vendas e outro ser responsável pelo controle do estoque e compra de novos veículos, por exemplo. Ou até mesmo os dois sócios podem designar uma terceira pessoa, que não faz parte da sociedade, para cuidar de toda a questão administrativa e gerencial.

Apesar da responsabilidade do sócio ser proporcional ao capital investido, ambos respondem pelo total. O que isso significa? O blog do Serasa mostra uma situação hipotética para entendermos melhor. 

“Imagine uma companhia que apresenta um capital social de R$20.000 e dois sócios, em que cada sócio tem 50% de participação. Sendo assim, ambos irão responder pelas dívidas do negócio até o limite da sua participação societária. No caso, 50% cada um. Na forma jurídica LTDA, os bens pessoais dos sócios são protegidos e não entram em uma possível liquidação de dívidas”.

Primeiros passos para abrir uma sociedade empresarial para loja de veículos no formato LTDA

A abertura de uma sociedade empresarial é parecida com o processo de criação de uma empresa individual. Uma das diferenças é que deve ser definida a forma de remuneração entre os sócios. Atualmente, duas formas são mais comuns em empresas de pequeno e médio porte: pró-labore e distribuição de lucros

O contrato social também deve ser redigido com bastante atenção. Nele, são estabelecidas as regras e condições para o funcionamento da empresa, assim como os direitos e obrigações de cada um dos sócios. Existem diversos modelos gratuitos na internet, mas o mais indicado é procurar ajuda de um contador para evitar discussões futuras entre os proprietários da loja.

Após a elaboração do contrato social, você e seu sócio podem dar continuidade às demais etapas, como:

  • Consulta de viabilidade do nome
  • Definir a atividade de atuação, conforme a tabela CNAE, do Código Nacional de Atividade Econômica
  • Registrar o contrato na Junta Comercial
  • Retirar o alvará de funcionamento

Estes e outros passos estão listados em um artigo específico sobre o assunto no blog do Revenda Mais. Clique aqui para conferir os documentos para abrir uma revenda de carros.

Outras reflexões para fazer antes de criar uma sociedade empresarial para loja de veículos

Muitas vezes, na empolgação inicial para iniciar o negócio próprio, muitos empreendedores acabam escolhendo parceiros comerciais que nem sempre possuem a mesma visão sobre o mercado automotivo ou que não estão preparados, de fato, para fazer a transição de colaborador para proprietário. 

Como esta é uma decisão extremamente importante e que envolverá altos valores e, é claro, a sua reputação, analise alguns fatores antes de embarcar nessa nova jornada.

Por que você precisa de um sócio?

Se o motivo for exclusivamente financeiro, ou seja, possuir um valor maior para investir na infraestrutura da revenda, você deve pensar duas vezes. Atualmente, existem diversos formatos de financiamento para pequenas empresas com juros baixos.

Segundo o Instrumento de Apoio Gerencial, elaborado pelo Sebrae, “o primeiro passo a ser observado é avaliar se a busca de um sócio é realmente importante para a existência do empreendimento, ou seja, se efetivamente o plano de negócio traçado pressupõe a necessidade de se constituir uma sociedade”.

Conheça bem o seu sócio

Vocês têm objetivos em comum? De que forma cada um poderá contribuir para o crescimento da loja? A pessoa escolhida possui boas indicações profissionais? Como é a experiência profissional deste sócio? Ao refletir sobre estas perguntas, é possível ter noção de como a parceria funcionará na prática. 

“É importante observar que um sócio deve agregar ou trazer algum benefício ao projeto que está sendo estudado. Pode ser valor técnico, pode ser disponibilidade de tempo para dedicação ao negócio e também oferta de capital, que é um aporte de investimento que pode fazer a diferença para que a empresa funcione bem ou não”, explica o documento do Sebrae.

Definam responsabilidades

Esta divisão já estará presente no contrato social, mas não basta registrar apenas em um documento, é preciso colocar essa organização em prática. Antes mesmo de formarem a sociedade empresarial, conversem sobre as características profissionais de cada sócio, de que forma eles podem agregar no dia a dia, horário de trabalho, entre outros assuntos que podem causar conflitos futuramente.

E, se possível, procure um sócio que complemente as suas experiências. No segmento automotivo, é muito comum encontrarmos dois tipos de proprietários: quem era vendedor e gestor de concessionárias, e o profissional com experiência em vender carros usados e seminovos. São duas realidades semelhantes, mas que possuem bastante características próprias.

Mantenham uma relação transparente

Surgiu um problema ou uma desavença? A conversa é a sempre melhor solução. Aprenda a sempre ouvir o outro lado e, é claro, mostrar também o seu ponto de vista. Quando possível, defenda suas decisões baseadas em números e situações reais do dia a dia.

E lembre: uma parceria de sucesso consistente em confiança e honestidade.

Escrito por

Manuela Ghizzoni
Manuela Ghizzoni
Jornalista especialista em Marketing Digital. Há 7 anos, atua com geração de conteúdo com técnicas de SEO e direcionados para mídias sociais. Atualmente, é responsável por desenvolver conteúdo especializado para o setor automotivo e focado em lojas de veículos seminovos.

Inscrever-se
Notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários