Desvalorização de veículos: qual é o momento certo para abaixar o seu estoque?

Quem trabalha com revenda de veículos conhece muito bem a realidade: trabalhar com um produto de rápida desvalorização pode ser um verdadeiro desafio para a equipe de vendas. Afinal, como todos já sabem, um carro zero perde cerca de 10% a 15% do seu valor já no momento em que começa a circular.

Por isso, é muito importante ficar atento a essa desvalorização de veículos para saber como ajustar o seu estoque e, principalmente, para identificar momentos mais oportunos para desenvolver promoções e garantir o maior retorno possível do produto que será vendido na sua revendedora.

Quer saber como fazer isso? Confira o post de hoje!

Acompanhe a tabela da FIPE

desvalorização de veículos

FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) é uma instituição privada que tem como objetivo analisar uma série de fenômenos econômicos e auxilia desde instituições de ensino até seguradoras. Dentre as suas análises e pesquisas, existem aquelas destinadas especificamente para entender a valoração e desvalorização de veículos

A tabela da FIPE, portanto, pode ser uma poderosa fonte para que você descubra o valor de mercado de determinado veículo que pretenda revender na sua loja, levando em consideração o seu ano e outros detalhes. É um critério objetivo que ajuda muito na compreensão do seu “estoque”.

Realize promoções para veículos mais velhos

Não importa qual seja a base de desvalorização de um veículo: quanto mais tempo ele permanecer no seu estoque, maior será a sua desvalorização. Para conseguir se desfazer dos veículos mais velhos e abrir espaço para novidades, uma boa dica é realizar promoções para os veículos mais velhos.

Por promoções entenda não só os descontos oferecidos na compra à vista, como também opções de parcelamento vantajosas para o seu cliente. O importante é entender que esse veículo consome um espaço no seu estoque e representa, no longo prazo, a diminuição do lucro da sua revendedora.

Confira as especificações do veículo

Esse é um ponto que pode ajudá-lo na compra de mercadorias e na sua posterior revenda. Afinal, é preciso pagar um preço vantajoso para que você possa oferecer o veículo em um valor atrativo para a sua clientela. É comprando de maneira consciente que podemos revender com alta lucratividade.

Por isso, além da quilometragem, opte por veículos de cor mais neutra, pois são os mais procurados pelos clientes. Além disso, tenha a consciência de que carros populares sofrem uma desvalorização muito menor do que carros de luxo. Por fim, verifique se o carro que será vendido possui peças acessíveis e baixos custos de manutenção.

Realize a manutenção do estoque

Para concluir, é muito importante compreender que a manutenção do estoque não é um custo para a sua revendedora, mas um investimento. O fato é que a revisão pode dar sobrevida a um veículo e, inclusive, aumentar muito o seu valor de revenda.

Um simples arranhão, por exemplo, pode ser motivo de questionamento pelo consumidor, que já vai disposto a procurar detalhes para “negociar” o valor pretendido por você. Para diminuir a desvalorização de veículos e garantir um bom retorno, portanto, é preciso sempre focar na revisão.

Gostou do nosso post de hoje? Curta nossa página no Facebook e acompanhe muito mais novidades!

Desvalorização de veículos: qual é o momento certo para abaixar o seu estoque?3 min read
5 (100%) 1 voto

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de