O que é capital de giro e por que ter?

Você está abrindo sua loja de veículos ou quer dar um up nos negócios? Use o recurso do capital de giro para dar continuidade ou aumentar sua frota de carros na revenda. Mas, você sabe o que é capital de giro e por que tê-lo? Hoje, separamos algumas dicas sobre o assunto.

Venha aprender um pouco mais conosco:

O que é capital de giro

Capital de giro: o que é?

De acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o capital de giro é o dinheiro necessário para dar continuidade ao funcionamento de sua loja de veículos. Com esse dinheiro, é possível garantir a saúde financeira da revenda e movimentar os negócios, como manter o estoque (comprar mais veículos); pagar fornecedores, como o mecânico ou o pintor; até o pagamento de funcionários, impostos ou despesas operacionais, como os portais de veiculação dos seus anúncios.

O capital de giro é diferente do investimento fixo – estrutura, móveis, equipamentos, máquinas, carros, etc; é ele que faz o negócio circular – por exemplo: se a loja vende um carro em abril, mas só vai receber o dinheiro em junho, vai precisar ter capital em maio para pagar todas as despesas da loja.

O capital de giro nada mais é que um “banco” ou uma reserva, da qual você empresta recursos para que todas as contas sejam pagas.

Ele é importante, principalmente, em momentos que o setor de veículos está vendendo pouco – ter uma quantia guardada ajudará a pagar os custos que a loja traz nesses períodos.  

Capital de giro: por que ter?

A importância do capital de giro é a saúde financeira de sua loja: normalmente as que operam com baixo valor acabam tendo riscos financeiros maiores e, em uma possível recessão, podem até fechar. Para as que operam com alto valor, a chance de manter as atividades é mais alta.

O importante é saber calcular o capital de giro e sempre ter uma perspectiva de seis meses a frente, ou seja, se uma loja tem uma despesa mensal de R$ 10.000, é recomendado que o capital de giro seja seis vezes maior, ou seja, R$ 60.000 – que deve ser usado nos momentos difíceis e reposto nos momentos bons. 

Mas e se você não tem esse dinheiro? Não se desespere!

Você pode buscar um empréstimo de capital de giro em bancos ou agências de fomento do Governo. Muitas linhas de crédito são dispostas para micros, pequenos, médios e grandes empresários, mas é preciso ter cuidado e avaliar se vale a pena encarar esse financiamento.

Separamos algumas dicas para você avaliar se vale a pena ou não buscar um empréstimo, ou se o dinheiro que dispõe em caixa é suficiente: 

1. Corte gastos desnecessários

Alguns gastos são supérfluos e podem ser cortados? Não pense duas vezes! Avalie quais custos podem ser diminuídos e corte sem dó. Isso ajudará a diminuir as contas do fim do mês.

2. Faça um planejamento financeiro

Não use capital de giro para cobrir gastos se não for repor esse valor quando entrar dinheiro novamente. Isso ocorre com a maioria das empresas que fecham.

3. Não misture pró-labore com o capital de giro

Pagar contas pessoais com dinheiro da empresa é um erro que pode levar as empresas a falência. 

4. Solicite antecipação de valores

Quando dividir valores no cartão, não esqueça de solicitar a antecipação de valores junto às instituições financeiras. Isso ajudará a ter o dinheiro mais rápido em caixa.

5. Faça um empréstimo só se for muito necessário

Sua empresa precisa pagar dívidas, mas não tem dinheiro em caixa? Recorra ao empréstimo, mas pesquise quais instituições têm juros menores, prazos maiores para pagamento e, não se esqueça: é preciso corrigir procedimentos para que você volte a ficar no azul com o capital de giro e não precisar usar recursos de bancos e financeiras

Viu como o capital de giro é importante para sua loja de veículos?

Outro ponto fundamental, é ter controle de sua saúde financeira e o que pode te ajudar com isso é uma Planilha de Gestão Financeira.

Nós do Revenda Mais criamos uma planilha e disponibilizamos gratuitamente para você baixar. Com ela é possível organizar o financeiro de sua loja de veículos, informar de onde vem os recursos financeiros e quais são suas despesas; quais os prazos que tem para fazer pagamentos; quais as entradas e saídas; além de fazer um controle diário do financeiro da loja de veículos.

Baixe gratuitamente sua Planilha de Gestão Financeira.

Escrito por

Rhaíssa Silva
Rhaíssa Silva
Jornalista especialista na geração de conteúdo para mídias sociais. Há oito anos no mercado, atua como analista de conteúdo na Revenda Mais e é uma das responsáveis pelo desenvolvimento dos conteúdos especializados para o setor automotivo e lojas de veículos seminovos.

Inscrever-se
Notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários