O que é Tabela FIPE e como usar a seu favor

A Tabela FIPE para carros usados e novos é uma das principais referências dos lojistas quando o assunto é negociação. Os valores são atualizados mensalmente e servem também como base para cálculo de seguros e outros tipos de contratos.

Tabela FIPE

A seguir, você entende como surgiu essa base de preços e de que forma utilizá-la pode ser vantajoso para o seu negócio.

Origem da Tabela FIPE

Criada em 1973, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) é uma organização sem fins lucrativos, cuja principal função está em apoiar o Departamento de Economia da Universidade de São Paulo (USP). Apesar de atuar em diversas áreas de ensino, foi com o levantamento mensal dos preços dos automóveis no Brasil que a entidade aumentou a sua popularidade e virou palavra obrigatória no universo de venda e compra de carros.

Além de carros de passeio, a Tabela FIPE mostra também o valor médio de utilitários, motos e caminhões no país. Para isso, os pesquisadores elencam todos os preços destes produtos a partir de anúncios, concessionárias e sites especializados. São descartados os números muito alto, baixo ou com alguma discrepância. A partir disso, os profissionais criam uma média de valores.

Mensalmente, estes valores são atualizados e inseridos no site oficial da FIPE. É essencial acompanhar constantemente as mudanças para que você não saia perdendo dinheiro ou até mesmo cobre um valor muito alto em determinado veículo em relação aos seus concorrentes.

Como consultar a Tabela FIPE ? 

Existem diversas páginas que disponibilizam os valores, como o site #Carro57 e o site oficial da FIPE. Ao acessar, digite o mês de referência, marca, modelo e ano do veículo. Atenção: os preços variam conforme motor, combustível, potência.

Devo me basear na Tabela FIPE para carros usados?

Sim, mas somente como referência, e não como uma verdade absoluta. A Tabela FIPE não leva em consideração quilometragem rodada ou determinados problemas com o veículo, como batidas e riscos na lataria. Ou seja, você, lojista, deverá avaliar caso a caso.

Uma das vantagens em acompanhar a FIPE é entender se determinado modelo está registrando bastante procura e se vale a pena tê-lo no seu pátio. Isso porque a tabela permite entender a depreciação do carro ao longo do ano. Se a queda dos preços é constante há alguns meses, analise com calma se você pode ficar com esse veículo parado sem que as suas finanças sejam afetadas.

A mesma coisa acontece com carros que estão com baixa depreciação. Caso você encontre um carro valorizado, mas que o proprietário esteja precisando urgentemente de dinheiro, as chances de comprá-lo por um preço baixo e revender com valor mais alto e próximo à Tabela FIPE aumentam.

É tudo questão de oportunidade, de pesquisa e de análise. Muitas revendas de carros usados evitam trabalhar com automóveis muito velhos por causa da depreciação. A exceção, nestas situações, costuma ser relacionada com carros de colecionadores.

Independentemente qual seja a maneira como você utilizará a FIPE, ter uma boa técnica de negociação e saber onde procurar carros para a revenda continuam sendo as principais maneiras de aumentar o seu lucro.

Continue acompanhando o nosso blog para aprimorar esses e outros conhecimentos.

Escrito por

Revenda Mais
Revenda Mais
Revenda Mais cria soluções que ajudam as lojas de veículos a economizar tempo e principalmente dinheiro. O nosso sistema já ajudou mais de 5000 lojas nesses mais de 15 anos de expertise no mercado de veículos.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação de